04/03/2015 09h05min - Geral
8 anos atrás

Simone será presidente de Comissão de combate à violência contra a mulher

presidente de Comissão

arquivo JCSul ► Simone afirmou que estava feliz e honrada pela Indicação

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: A Gazeta News


A indicação da senadora Simone Tebet (PMDB-MS) para presidir a Comissão Mista Permanente de Combate à Violência contra a Mulher foi anunciada nesta terça-feira (3) pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, durante almoço com mais de 40 parlamentares da bancada feminina em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. A Comissão Mista de Combate à Violência Contra a Mulher foi criada no final do ano passado como resultado do trabalho da CPMI que investigou o assunto. O colegiado vai diagnosticar lacunas em ações e serviços da Seguridade Social e na prestação de segurança pública e jurídica às mulheres vítimas de violência. A comissão mista permanente será instalada na próxima semana (10/03) às 15h, no Salão Nobre do Senado Federal. A senadora Simone ficou lisonjeada com a indicação e informou que o colegiado deve apresentar propostas para a consolidação da Política Nacional de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres. Também buscará as possíveis falhas nas ações e serviços da Seguridade Social e na prestação de segurança pública e jurídica às mulheres vítimas de violência, além de outras atividades, como a realização de audiências públicas. “É preciso ter conhecimento efetivo da ocorrência desse crime covarde em todo o Brasil para propor ações reais que contribuam para acabar com a cultura da violência contra a mulher”, afirmou Simone Tebet. Reforma Política A bancada feminina do Congresso Nacional reforçou a intenção de priorizar a ampliação da participação das mulheres na política durante almoço na residência oficial do Presidente do Senado. Na ocasião, o senador Renan Calheiros ressaltou que a participação das mulheres é fundamental no cenário político brasileiro. A bancada defende a cota por vagas nos Legislativos e não mais cota por candidatura. Desde fevereiro tem realizado reuniões para chegar a uma proposta de consenso. Na quinta-feira (5), às 10h, a "Reforma política inclusiva” será o tema do projeto Quintas Femininas da Procuradoria Especial da Mulher. Assessoria de imprensa