02/03/2016 08h35min - Geral
7 anos atrás

Volta da CPMF provoca impacto de R$ 701 milhões anuais em MS

Retorno de cobrança é previsto em projeto, que tramita no Congresso

PauloRibas ► Painel mostra quanto os contribuintes pagam de tributos

Odilo Balta / jornalcorreiodosul@terra.com.br
Fonte: Assessoria de Comunicação


O retorno da Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) deve provocar impacto anual de R$ 701 milhões em Mato Grosso do Sul, considerando a proposta de alíquota a 0,38%. O dado faz parte de estudo da Federação das Indústrias de MS (Fiems), divulgado na noite de ontem, por ocasião do lançamento da campanha “Acorda MS – Chega de Impostos”. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 140/2015, que trata sobre a volta da CPMF, tramita na Câmara dos Deputados desde setembro do ano passado. Conforme o estudo da Fiems, os contribuintes de Mato Grosso do Sul pagarão o montante estimado em R$ 701 milhões por ano em movimentações financeiras e transmissão de valores de crédito. Desse total, R$ 645 milhões seriam tributados do setor produtivo (agropecuária, indústria e comércio) e R$ 56 milhões dos trabalhadores. CorreiodoEstado